Menina de três anos morta em Araquari foi estuprada, confirma boletim da PM



A menina Laura Cardoso, de três anos, foi estuprada e espancada pelo padrasto, de acordo com boletim divulgado pelo 27º Batalhão da Polícia Militar de Araquari. Segundo a PM, o médico legista compareceu ao Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville, e confirmou as suspeitas iniciais. Ela teve morte encefálica no domingo. Policiais coletaram testemunhos afirmando que as agressões contra a vítima eram constantes.

Também foram recolhidas evidências na residência do casal, como papel higiênico e gases sujos de sangue no lixeiro do banheiro.


Segundo o delegado Luis Felipe Fuentes, que atendeu a ocorrência na Central de Polícia de Joinville, a mãe contou ter saído às 7 horas para trabalhar e voltou para casa às 16 horas, quando encontrou a filha com hematomas e desmaiada na cama. A criança teria ficado aos cuidados do padrasto.

Leia mais notícias no #MigreNotícias.

Em depoimento à Polícia Civil, Rafael Silva dos Santos, 20 anos, negou as agressões e qualquer tipo de violência contra a enteada. O delegado afirma que não viu veracidade na versão do suspeito, já que ela não foi corroborada por qualquer outro indício e não tem como ser confirmada.

Na versão de Rafael para a Polícia Militar, ele contou que estava em uma bicicleta com a menina no colo, quando cachorros os atacaram. Ele teria caído sobre a criança e a machucado.

De acordo com o tenente Barros, da PM, os ferimentos encontrados na menina, como lesões corporais e traumatismo craniano, não eram compatíveis com os de quem cai sobre um solo duro, como teria ocorrido caso tivessem sido derrubados da bicicleta.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado para Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Francisco do Sul. A investigação do caso será realizada pela delegacia de Araquari e o suspeito deve responder por homicídio.

Leia mais notícias no #MigreNotícias.

A criança foi levada primeiramente para o pronto-atendimento de Araquari, mas devido a gravidade dos ferimentos foi encaminhada pelo helicóptero Águia da PM ao Hospital Infantil de Joinville. Ela passou por uma cirurgia neurológica durante a noite e permaneceu internada na UTI da unidade até às 16h25, quando foi confirmada a morte.





Fonte: anoticia 11.04.2016
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o DJ Rodrigues

A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário