Ceará realiza dois transplantes de coração em menos de 7h



O Hospital de Messejana realizou, em menos de sete horas, dois transplantes de coração. As intervenções foram possíveis graças ao "sim" à doação de órgãos de duas famílias de Juazeiro do Norte. A aceitação ocorreu no Hospital Regional do Cariri, na terça-feira (26).De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), o primeiro transplante foi concluído às 4 horas da madrugada desta quarta-feira (27).O segundo,que começou por volta das 6 horas da manhã, terminou agora há pouco, às 8 horas.
As doações foram completas. Além dos corações, foram doados os rins, fígados e córneas. O transporte dos órgãos do Cariri para Fortaleza só foi possível porque o Governo do Estado assegurou e liberou duas aeronaves. Desde 2008 o Estado garante aeronaves para o transporte aéreo de órgãos. Tempo é fundamental para o aproveitamento dos órgãos e a efetividade das doações. Por isso, a necessidade do transporte aéreo. A primeira aeronave, com a equipe de profissionais, chegou em Juazeiro do Norte às 19h30min. A equipe trouxe os órgãos, com as cirurgias de captação feitas no Hospital Regional do Cariri.

Os corações já estão batendo no peito de dois aposentados, que após os transplantes estão em situação estável sob os cuidados da equipe do Hospital de Messejana. Um é o engenheiro aposentado Joaquim Nunes da Costa, 68 anos, que sofria de miocardiopatia hipertrófica. Há três meses ele está internado no Hospital de Messejana, esperando transplante. A família, para fazer um acompanhamento de perto, se mudou da Paraíba para Fortaleza, alugando uma casa em frente ao hospital. O outro transplantado é o pedreiro Clóvis Costa, 60 anos, de Fortaleza. Com miocardia isquêmica, ele estava internado na espera de um coração há duas semanas.
 
As duas pessoas doadoras foram vítimas fatais de acidentes de motos. O primeiro, um jovem de 18 anos, de Salitre, a outra vítima, um rapaz  de 23 anos, do Araripe.
Desde 2007 o Ceará bate recordes de transplantes de órgãos. Em 2007 foram realizados 654 e no ano anterior, 446. Em 2008, pulou para 742. No ano de 2009, chegou a 760. Em 2010, aumentou para 872. Em 2011, o total de transplantes realizados subiu para 1.295. Em 2012, houve recuo para 1.269. Em 2013, sobe novamente e chega a 1.361. Em 2014, o Ceará fez 1.399, e em 2015 atingiu 1.433 transplantes. Este ano, até o dia 26 de julho, já foram feitos 837 transplantes de órgãos e tecidos no Estado.
 
 
 
 
Fonte: diariodonordeste 27.07.2016
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o DJ Rodrigues

Acesse a Rádio: http://viberdjs.myl2mr.com/ ___ Acesse o Blog do DJ: http://viberdjs.blogspot.com/ ___ MIGRE NOTÍCIAS: A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário