Carrasco do Estado Islâmico decapita prisioneiros enquanto multidão assiste



Um dos mais famosos carrascos do grupo extremista Estado Islâmico foi fotografado decapitando dois homens no Iraque enquanto uma multidão assiste às cenas de terror. O algoz, conhecido como “Bulldozer”, nunca mostrou o rosto e, na semana passada, cortou a mão e o pé de um menino sírio porque ele se recusou a entrar para o grupo.

Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, o menino chamado de Omar contou que foi torturado pelo grupo por mais de um mês. Bulldozer reuniu um grupo de crianças para assistir a amputação sangrenta. Ele contou ao “Channel 4 News” que ele colocou a mãe num bloco de madeira, e teve a mão cortada com uma faca. Em seguida, cortaram o pé.


Omar mostrou, ainda, uma imagem do carrasco feita com seu celular. Bulldozer ficou conhecido em junho do ano passado quando foi visto carregado uma arma de mais de 50kg.De acordo com o relatório anual sobre terrorismo do Departamento de Estado dos Estados Unidos, o Estado Islâmico (ISIS em inglês) já ultrapassou a Al-Qaeda como principal grupo terrorista no mundo.

 O documento aponta a capacidade do grupo em recrutar militantes e divulgar sua mensagem pelo mundo. O grupo já domina diversos territórios na Síria e no Iraque. O EXTRA apresenta as imagens para denunciar a barbárie que a intolerância e um regime radical produzem pelo mundo.



Fonte: extra 10.10.2015
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o Migre Notícias

A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário