Ceará terá 500 novos poços até o fim do ano, duas novas perfuratrizes,serão enviadas para os municípios de Iracema e Sobral


Além dos equipamentos entregues ontem, o governador Camilo Santana já efetivou a compra de outros três  
 
 
Foram entregues ontem duas novas perfuratrizes, que serão enviadas para os municípios de Iracema e Sobral
 
 
Mais de 500 novos poços profundos estão previstos, até o fim deste ano, no Ceará, com o auxílio de duas novas máquinas perfuratrizes. Os equipamentos foram entregues ontem pelo governador do Estado, Camilo Santana (PT), em cerimônia realizada no Centro Administrativo do Governo, no Cambeba. Eles foram dados à Superintendência de Obras Hídricas (Sohidra) para reforçar o programa de poços profundos do Interior, que sofre de forma mais acentuada com os efeitos do quinto ano consecutivo de seca.




De janeiro até agora, 1,3 mil poços já foram perfurados no Estado — 60 em Fortaleza. No ano passado, o número foi menor: 1.150. Destes, somente cinco foram instalados na Capital. A pretensão, conforme o Governo do Estado, é chegar aos três mil poços até o fim deste ano.


Mesmo com os novos equipamentos, a garantia de água não é confirmada. É preciso ser feito levantamento da quantidade de água que um poço produzirá, além da qualidade.


Pactuado com o Comitê Integrado da Seca do Ceará, os novos equipamentos serão enviados para o município de Iracema, na região do Vale do Jaguaribe, e o distrito de Aracatiaçu, em Sobral, na região Norte do Estado. As novas máquinas têm valor de R$ 1,8 milhão, cada.


Outras três perfuratrizes já foram adquiridas pelo Governo, mas a previsão é que sejam entregues até o próximo dia 20 de outubro, porque, segundo Camilo Santana, ainda estão em fabricação.



Reforço
 
A expectativa é de que 19 comboios sejam distribuídos para atender às 33 macrorregiões do Ceará. Cada comboio é composto por uma máquina perfuratriz, um compressor e um caminhão de apoio. “Isso é um grande reforço tanto pras áreas rurais como pras áreas urbanas do Interior, que estão sofrendo drasticamente com o problema da água”, afirma o governador.




Conforme o titular da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), Francisco Teixeira, cerca de 30 equipamentos já operam na Capital e no Interior. Destes, apenas 11 pertencem à Sohidra. “Essas duas primeiras vão reforçar, inclusive, pra fazer manutenção de máquinas em atividade”, cita.


A ação faz parte das medidas emergenciais do Plano de Segurança Hídrica, lançado em junho último como tentativa de amenizar a estiagem. A revisão da Tarifa de Contingência, a ser aplicada daqui a cinco dias em Fortaleza (e no dia 18 na Região Metropolitana) para que a população reduza em 20% o consumo de água também é estratégia do plano. 
 
 
 
 
 
Fonte: O Povo  13.09.2016
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o Migre Notícias

A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário