Ministério Público Federal pede a condenação do ex-prefeito de Acopiara





O juiz federal Ciro Benigno Porto, da 25ª Vara Federal/Subseção Judiciária de Iguatu, designou para o dia 05 de julho de 2016, às 09h30m, na sede deste juízo, a oitiva das testemunhas arroladas pelo demandado no processo N°. 0000486-44.2014.4.05.8107 que trata sobre Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa contra o réu Antonio Almeida Neto, ex-prefeito de Acopiara.


A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal tendo em vista a suposta tredestinação de recursos federais, ou seja, destinação de um bem expropriado a finalidade diversa da que se planejou inicialmente repassados pelo Ministério do Turismo ao município de Acopiara, através do Convênio 705095/2009.


Para o MPF, o réu Antonio Almeida Neto praticou ato de improbidade administrativa tipificado no art. 11, I, da Lei 8.429/92 - LIA, e, ao final, requer a condenação do acusado às sanções previstas no art. 12, II ou III (subsidiariamente) do mesmo diploma legal.











Fonte: Lindomar Rodrigues 22.06.2016
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o DJ Rodrigues

A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário