Polícia Turista é torturada e estuprada por traficantes




A pernambucana Nayara de Melo, 22 anos, conheceu a baiana Ingrid Leal Mendes, 22, pelas redes sociais e resolveu ir passear em Salvador no mês de abril. Ela só não imaginou que a nova amiga fosse envolvida em uma vida criminosa e que já tivesse se relacionado com traficantes rivais.
Assim que chegou, Nayara foi recebida por Ingrid e foram para um bar na região metropolitana de Salvador. Lá, as duas foram abordadas por três homens, entre eles, um adolescente, e levadas para uma outra localidade.
No meio do matagal, as duas foram estupradas, agredidas, baleadas em diversas partes do corpo e queimadas com cigarro. Ingrid morreu no local, já Nayara, que teve um corte profundo no pescoço, conseguiu escapar.
Emocionada, Nayara falou que mesmo não conhecendo muito bem a amiga, ela não merecia ter morrido de forma tão bárbara.

Após cometer o crime barbado, os acusados foram presos. Após 15 dias em coma e cinco meses internada em uma unidade hospitalar na capital baiana, Nayara teve alta médica no dia do seu aniversário e deixou um recado para os jovens.



— Obedeça as suas mães, escute as suas mães. Eu sei que mãe sempre briga, tem aqueles momentos que a gente quer bater de frente, que ela está errada, que é chata, mas elas realmente sabem o que está acontecendo. E também não conhecer pessoas em redes sociais, não criar vínculos de amizades em redes sociais.


Fonte: R7 06.10.2015
Gosto? Compartilhe com os amigos:
Share on Google Plus

Sobre o Migre Notícias

A Notícia migrando e inovando cada vez mais...
Postar um comentário